Contabilidade e Gestão de Empresas

Certidões e Parcelamentos

Certidões e Parcelamentos

Contamos com profissionais e software especializados em certidões e parcelamentos, fazendo trabalho preventivo para os clientes estar em dia, tanto para atender fiscalizações, licitações, quanto para conseguir eventuais empréstimos.

Nosso programa de prevenção e monitoramento de impostos e certidões:

Prevenção de Pendências: Oferecemos acompanhamento e prevenção das pendências do e-CAC, Dívida Ativa, situação fiscal federal, mensagens do DEC estadual (São Paulo e capital) e municipal

Certidões : Consulta da Certidão Negativa de Débitos da dívida ativa estadual, Receita Federal, PGFN, FGTS, trabalhista, estadual e municipal.

Monitoramento dos parcelamentos : Consulta da situação do parcelamento do Simples Nacional, Previdenciário e detalhamento dos débitos parcelados,  geração dos pagamentos mensais de clientes com parcelamento.

O que é parcelamento de impostos?

Parcelamento de impostos é uma facilidade oferecida pelas autoridades fiscais que permite às empresas, ou mesmo a indivíduos, dividir o pagamento de tributos devidos em várias parcelas mensais. Essa opção é geralmente utilizada quando o contribuinte não consegue pagar o valor total do imposto na data de vencimento.

Como Funciona o Parcelamento de Impostos:

Solicitação: O primeiro passo é verificar com o órgão fiscalizador (que pode ser a Receita Federal, a Secretaria da Fazenda estadual ou municipal) se há possibilidade de parcelamento para o imposto devido. Normalmente, isso pode ser feito via internet, nos portais de serviços desses órgãos.

Condições: Se disponível, o contribuinte deve aderir ao parcelamento, aceitando as condições impostas, como o número de parcelas, os juros aplicados e a necessidade de pagamento de uma entrada. As condições variam conforme o órgão fiscal e o programa de parcelamento.

Regularização: Ao optar pelo parcelamento, a empresa ou pessoa física pode se regularizar perante o Fisco, evitando a cobrança de multas mais severas, juros acumulativos e possíveis ações de execução fiscal.

Pagamento: As parcelas deverão ser pagas mensalmente até a quitação total do débito. É importante não atrasar o pagamento das parcelas, pois isso pode levar ao cancelamento do parcelamento e ao retorno da cobrança integral da dívida com possíveis penalidades.

Quando uma Empresa Precisa Fazer Parcelamento:

Incapacidade de Pagamento: Se a empresa não tem fluxo de caixa suficiente para pagar o imposto devido em uma única parcela, o parcelamento pode ser uma opção para evitar problemas financeiros maiores.

Preservação do Negócio: Quando o pagamento à vista do imposto poderia comprometer as operações da empresa, o parcelamento permite que continue operando enquanto paga seus débitos tributários.

Evitar Sanções Legais: Para evitar ações legais, como penhora de bens ou bloqueio de contas bancárias, que poderiam ser desencadeadas pelo não pagamento de tributos.

Manutenção da Regularidade Fiscal: Manter a empresa regularizada perante o Fisco é essencial para participar de licitações, obter financiamentos e manter a boa reputação no mercado.

Aproveitar Programas Especiais: Em alguns casos, o governo lança programas de parcelamento com condições especiais, como redução de multas e juros, conhecidos como Refis. A adesão a esses programas pode ser uma oportunidade para regularizar débitos com condições mais vantajosas.

É importante ressaltar que o parcelamento não é um “perdão” de dívidas, mas sim uma alternativa para o pagamento que deve ser bem planejada, considerando os impactos financeiros e operacionais a longo prazo para a empresa. Uma boa prática é consultar um profissional de contabilidade, como a CS Castro Contabilidade, que pode orientar sobre a melhor decisão fiscal para o negócio.